PUBLICIDADE

Topo

Histórico

Categorias

Energia ruim em casa? Hora de dar um trato nas peças que afetam o ambiente

Universa

17/10/2018 04h00

Louças quebradas devem ser consertadas (Foto: iStock)

Se a sua vida anda numa fase bem ruim, é bom dar uma olhada dentro de casa. Talvez a razão dos seus problemas esteja justamente ali, no espaço que você considera seu refúgio, seu porto seguro.

Tudo porque o que existe dentro do seu "lar, doce lar", de móveis a peças de decoração, bem como a forma que estão dispostos, reflete aspectos dos moradores e emanam energias diferentes.

Veja também

Como explica Elisangela Nicolosi, consultora de Feng Shui, do Espaço Out e In – Autoconhecimento e Cura, toda casa reflete nove diferentes aspectos da vida dos moradores. "É como ter nove pratinhos para pôr no ar e precisar mantê-los equilibrados o tempo todo", compara.

E isso pode exigir certas intervenções, quando identificadas situações que influenciam a vida dos moradores, como, por exemplo:

Louça quebrada: peças defeituosas ou com partes faltantes devem ser descartadas ou, no mínimo, consertadas, pois podem significar inflexibilidade e rigidez, o que reflete nas pessoas que vivem ali.

Louça trincada também tem relação com rachos na estrutura da personalidade de alguém.

Flores artificiais: no Feng Shui, flores naturais funcionam como filtros de energia nocivas, podendo, também, potencializar as
vibrações positivas no ambiente. Flores falsas, por sua vez, acumulam energias de estagnação por vias imperceptíveis, como poeira e resíduos de inseto. Se você faz questão de mantê-las na decoração, o recomendado é adotar um cristal no vaso e colocá-las ao ar livre, de vez em quando, para receberem luz solar.

Itens que pertenciam a quem já faleceu: se forem mantidos por causa de apego, podem impedir os moradores de se libertarem de crenças e de formas de pensar da pessoa que se foi. Porém, não há nenhum problema em tê-los em casa, a partir do momento que sejam envolvidos por alegria, remetendo apenas a momentos e lembranças boas.

Espelhos trincados ou manchados: no Feng Shui, tais peças são utilizadas para aumentar ambientes faltantes e direcionar a energia positiva. "Ao olharmos o espelho, estamos buscando dentro de nós o que há de melhor ou o que há a ser melhorado; ele é um portal que reflete o interior. Se não gostamos do que vemos, é porque estamos olhando o externo", comenta a consultora de Feng Shui.

De acordo com Elisangela, manchas, trincas e rachaduras impedem a pessoa de ver o que, de fato, está dentro. Assim, o ideal é descartar a peça danificada. Caso exista um apego emocional envolvendo o espelho, a sugestão é que ele seja restaurado.

Presentes que não gostou: quando alguma peça dada por alguém é mantida em casa, apesar de ser indesejada, acaba remetendo àquele sentimento que o presenteado experimenta, potencializando essa força. O ideal, nesse caso, é tentar compreender o porquê desse desprezo, ressignificando, se possível. "Ou, então, abra mão de uma forma generosa e altruísta, pois não há nada de errado em não gostar de algo que recebeu. E este presente pode ser bem recebido por uma pessoa que goste dele", sugere Elisangela.

Móveis de segunda mão: peças que tiveram outro dono anteriormente podem carregar energias espirituais de apego impregnadas, o que influencia no novo ambiente. Por isso, o ideal é sempre saber sua origem. Já para adotá-lo na decoração, é importante uma limpeza material e energética, com intenção positiva sobre tudo de bom que o item pode trazer para o dia a dia. Segundo a especialista, pode-se, também, utilizar os quatro elementos da natureza (água, ar, fogo e terra) para limpeza material, como sal grosso e incenso, por exemplo.

Plantas com espinhos: não são muito bem-vindas, porque despertam sombras em qualquer pessoa. "Dependendo da área que estão posicionadas, podem deixar os moradores 'espinhentos"', comenta Elisangela. O melhor é evitá-las, apesar de haver lugares adequados para mantê-las dentro de casa. Tais espaços, entretanto, só podem ser identificados através de análise com especialista em harmonização de ambientes. Regra básica é que plantas com espinhos não devem ser utilizadas nas áreas de relacionamento, amigos e família, três das nove áreas de uma casa, identificadas pelo Feng Shui.

Para ficar de olho

Não são só os itens de decoração ou acessórios do dia a dia que pedem uma atenção especial. Há outros problemas na casa com capacidade de afetar a energia do ambiente e, por essa razão, precisam de reparos:

. Vazamentos ou entupimentos: provocam falta de criatividade e perda de energia nos moradores, além de refletirem em perda de dinheiro.
Ainda podem provocar problemas de saúde relacionados à circulação e obstruções – veias entupidas, por exemplo.

. Lâmpada queimada: como luz é energia, quando há sucessivas queimas, o problema pode sinalizar que a energia do ambiente está fraca e que falta alegria no lugar.

. Telefone defeituoso: aparelho com constantes falhas reflete problemas de comunicação com os outros.

. Relógio parado: retrata energia igualmente estagnada.

. Paredes descuidadas e com mofo: emitem vibrações negativas e influenciam a saúde dos moradores.

Claudia Dias, colaboração para Universa

Sobre o blog

Curiosidades, listas e previsões: tudo sobre os signos do zodíaco.

Alto Astral