menu
Topo
Alto Astral

Alto Astral

Categorias

Histórico

Marcia Fernandes avisa: amarração tem consequências; quem ama não faz

Universa

27/09/2018 04h00

Não arrisque fazer amarração: pode ser perigoso (Foto: iStock)

"Devolvo a pessoa amada em 7 dias", "Trago seu amor rastejando de volta" e "Amarração definitiva 100% garantida" são só alguns exemplos das promessas que poluem postes e paredes e miram os corações desesperados. E se estas paixões não correspondidas imaginassem as consequências de um ato do gênero, jamais pagariam por tais serviços, como alerta a sensitiva, astróloga e numeróloga Márcia Fernandes.

"Amarração é algo muito ruim, é péssimo! As consequências são devastadoras quando uma pessoa é amarrada, pois mexe muito com o livre arbítrio dela. Ainda prejudica o feiticeiro, que vai para o 'inferno' e também a pessoa que pediu para fazer. A magia voltará para ela ou alguém da família", alerta a especialista. Segundo Marcia, "quem ama não faz amarração".

Veja também

Também conhecido como "amarramento", trata-se de um feitiço, uma magia que, literalmente, significa atar duas pessoas. "É amarrar todos os deuses de alguém no de outro", resume a sensitiva. Para tanto, são invocadas entidades espirituais que vão influenciar a vida desse alguém com a de quem encomendou o trabalho. "Infelizmente, a amarração é feita com recursos específicos para entidades das trevas e processo de magia negra", comenta Marcia.

Apesar de a maioria das situações ter cunho amoroso, é possível encontrar outros propósitos, como amarrar um chefe ou um empregado. As consequências, porém, são sempre ruins. "Quando uma pessoa é amarrada, torna-se 'cega' pela outra", diz a sensitiva.

A vítima terá o livre arbítrio comprometido. Vai sofrer com torturas mentais invisíveis, será influenciada por forte desejo sexual e passará por inúmeras situações desagradáveis – com as oportunidades da vida sendo bloqueadas sucessivamente, vai parecer que nada dá certo para ela.

"Também sofrerá com pesadelos, sonhos eróticos e ficará desanimada diante da vida, podendo até ter visões constantes da pessoa que encomendou tal trabalho, o que gera um forte desequilíbrio emocional e, sobretudo, espiritual", detalha Marcia. Essa energia de azar ainda vai acarretar tristeza, dores, perdas sem motivos aparentes, entre outros tipos de problemas.

O feiticeiro contratado não sai ileso da investida. "Quem pratica a magia, após seu desencarne, certamente irá para o 'inferno',  sendo chamado de zonas abissais pelos espíritas, ou seja, regiões mais trevosas, escuras da psicosfera terrena, ambientes densos", conta a sensitiva.

As consequências também atingem quem pediu a amarração. De acordo com Marcia, a magia voltará para essa pessoa em 11 anos e 3 meses, acabando com sua vida. "Se não acabar com dela, certamente, os filhos, a mãe, entre outros membros familiares, sofrerão consequências pelo ato cometido. Qualquer magia negra neste sentido é terrível!", avisa a especialista.

Uma ação difícil de reverter

A sensitiva explica que a amarração precisa sempre de um "endereço vibratório" da pessoa que será amarrada – cabelo, pelo ou uma peça de roupa suja, por exemplo. É isso que um grande feiticeiro costuma utilizar para amarrar a vida de uma pessoa na outra.

O processo tem período de maturação ou de término de 7, 14 e 21 anos. "No sétimo ano, a pessoa que fez a amarração terá de refazê-la e isso também procederá no décimo quarto e vigésimo primeiro. Caso contrário, a vítima acordará", diz. Para reverter, é preciso trabalhar com exorcistas, os únicos capazes de tirar esta energia.

Marcia explica que é fácil saber quando uma pessoa está amarrada. "Ela perde todo o dinheiro, fica neurótica por outra e, na maioria das vezes, acaba ficando muito pobre nesta vida. Além disso, os caminhos profissionais poderão ser fechados, há possibilidade de aparecer doença sem explicação, ela se sentirá vampirizada em suas energias físicas e terá, possivelmente, pensamentos ruins e negativos", descreve.

Como sair de uma amarração

A sensitiva esclarece que, para se livrar do problema, a mãe de quem foi amarrado deve orar 16 vezes a salve-rainha todos os dias em favor da pessoa, levá-la a vários centros espíritas para despolarizar a amarração e, também, recorrer à umbanda e candomblé. "Tudo é válido", afirma.

Já a vítima deverá rezar, diariamente, o salmo 94 para afastar pessoas e energias ruins. "Um feiticeiro especializado, estudado, um pai de santo apresentam competência suficiente para tirarem uma amarração ", comenta ela, que faz exorcismos recorrendo a São Bento. "Com certeza, é preciso estar a frente de um forte oráculo para eliminar esta terrível energia", acrescenta.

Já para se precaver e não ser alvo de um trabalho desses, Marcia explica que é precisa praticar a máxima "vigiai e orai", ou seja, rezar todos os dias o salmo 66. "É considerado o mais forte para se livrar de qualquer entidade negativa e limpar um ambiente espiritualmente", avalia. Outra necessidade é fazer vibrar a energia do amor próprio, pelas pessoas próximas e pela vida -também diariamente. "Se sua vibe for repleta da energia de amor, certamente você não pegará uma amarração, que nada mais é do que uma vibe de ódio", pontua.

 

Sobre o blog

Curiosidades, listas e previsões: tudo sobre os signos do zodíaco.