Topo
Alto Astral

Alto Astral

Categorias

Histórico

Céticos, mas... Quando as pessoas que não acreditam buscam a Astrologia

Universa

07/07/2018 05h00

Getty Images

A curiosidade é uma das características naturais dos humanos, independentemente do signo de cada um. Mas e quando ela é tamanha que passa por cima de conceitos racionais que estão impregnados em nosso discurso, será que existe uma negação?

Frequentemente isso acontece com a Astrologia. Há quem negue veementemente sua existência, mas não sem perder um horóscopo semanal e se precaver do que vem pela frente.

Veja também:

Ouvimos algumas pessoas que juram não acreditar em Astrologia, mas reconheceram que buscaram a crença para entender algum processo pessoal. Será que você se identifica? Leia abaixo!

 

"Na maior parte do tempo não acredito em astrologia, acho que criei um pré conceito por conta das pessoas que se escondem atrás dos signos. Mas às vezes acho que é real e incontestável. Por exemplo: quando estou sentindo algumas mudanças no meu estado de espírito e vejo artigos falando sobre mudanças e transição de fases, não acho que é por acaso. Quando não consigo achar solução para os meus sentimentos também procuro ler algo que me dê um direcionamento. Mas horóscopo, pra mim, é muito vago."

Caio Rezende, 29 anos, executivo de vendas

 

"Eu não acredito em astrologia cegamente, mas sempre gosto de saber o signo das pessoas. Eu sou ariana, né? Adoro mulheres de Áries, mas tenho uma certa dificuldade com homens arianos, principalmente por causa do meu primeiro chefe. Quando eu descobri que estava grávida, a data provável de parto era 20 de março, então eu sabia que ficaria nessa tensão entre Áries e Peixes. Pensei: se for menina, é nós! Mas no quinto mês, eu descobri que seria menino e isso virou uma questão. Dia 20 eu entrei em trabalho de parto e a primeira coisa que eu fiz foi checar se ainda era peixes – e era! Aí beleza, o Chico nasceu. De noite uma amiga mandou mensagem me zoando porque Áries tinha antecipado e meu filho era ariano. Hoje em dia isso não muda nada, até acho bom ele ser de Áries."

Anita Pompeu, 34 anos, jornalista

 

"Não acredito a não ser que diga algo bom kkkk. Acho bizarra a ideia de que a posição dos planetas define quem somos. Sei lá, não consigo ver a possibilidade disso acontecer. Mas, apesar de não acreditar, é só falar de signo que eu estou lá, conferindo o horóscopo. Uma bela negação interna. Eu achava que meu signo não tinha nada a ver comigo, mas quando descobri que existe ascendente, lua e todas essas outras coisas, pesquisei e fiquei chocada como sim, tinha a ver comigo. Mas não acho que eu sou ciumenta, por exemplo. Ah… meu signo é Escorpião."

Thalia Ribeiro, 18 anos, artista circense

 

"Não acreditar é uma expressão muito forte, eu tenho minhas dúvidas. Acho que a Astrologia vem bem antes do que a gente imagina, mas entra em conflito com a crença moderna. Apesar da religiosidade, somos uma sociedade baseada na tecnologia e na ciência – que é o que não só eu, mas a maioria das pessoas acredita. As poucas vezes que eu procurei pelos astros foram por curiosidade, não como auxílio. Mas era uma curiosidade pra apoiar uma decisão, que geralmente já estava tomada. 'Ah, vamos ver aqui na brincadeira se é isso mesmo.' Na maioria das vezes foi assertivo. Mas é algo que não pesaria na minha escolha."

Josué Roberto, 54 anos, analista de sistemas

 

"Eu acredito e desacredito em Astrologia. Acho que talvez por falta de conhecimento. Mas se tem um momento que eu acredito é no inferno astral. Me sinto azarada, perdida, parece até uma deprê. Sempre acontece antes do meu aniversário, mas depois que eu viro o ano passa. Vai ver é psicológico… Vivo num contraponto, às vezes acho que é muito loucura da minha cabeça. Fico em uma guerra interna achando que não é racional acreditar em Astrologia."

Gabriela Mousse, 36 anos, professora

 

 "Nunca acreditei em Astrologia, mas sempre procurei saber quais signos combinavam mais com o meu para relacionamentos. Como sou de Virgem, o que mais lia era que as geminianas seriam as piores pessoas para eu me relacionar na vida. Pois bem, veio o destino e colocou uma mulher de Gêmeos na minha frente, por quem eu me apaixonei profundamente. Mal sabia que seria o pior relacionamento da minha vida. A gente só brigava. Não sei se isso tem a ver de fato com o signo, mas achei que seria muita coincidência pra duvidar disso. Hoje até arrisco perguntar o signo da menina antes de sair com ela."

Ricardo Osório, 31 anos, produtor cultural

 

"Às vezes minha namorada louca me manda uns textos sobre previsões astrológicas para a semana ou aparece em casa com umas pedras e fala pra eu fazer isso e aquilo… e aí eu vou e faço, leio, vou tirando uma onda. No final das contas a parada acontece, é sinistro! Eu nunca estudei astrologia, mas não desacredito totalmente porque sei que ela afeta muitas coisas físicas e não físicas. Porém, nunca fui a fundo investigar essas magias cósmicas, não sei como funciona."

 Vitor Cavalcante, 23 anos, dreadmaker

*Por Camila Eiroa, em colaboração para Universa

Sobre o blog

Curiosidades, listas e previsões: tudo sobre os signos do zodíaco.

Mais Alto Astral