menu
Topo
Alto Astral

Alto Astral

Categorias

Histórico

Para a Astrologia, o ano começa hoje. Saiba o que vem por aí

Universa

2020-03-20T19:04:00

20/03/2019 04h00

(Foto: iStock)

Preparados para a contagem regressiva? Estamos falando do réveillon astrológico, que acontece no dia 20 de março, e não no dia 31 de dezembro como estamos acostumados a celebrar.

A Astrologia marca a chegada de um novo ano quando o Sol ingressa em Áries, o primeiro signo do zodíaco. Em 2019, esse fenômeno acontece às 18:58 (horário de Brasília). O planeta que vai reger esse novo ciclo é Marte, astro de força, conflitos e ação.

Veja também

"Como estão dizendo por aí, sim, será um ano extremamente denso e difícil… Mas com movimento. As coisas não vão ficar paradas. A dificuldade de cada um será direcionar, da melhor forma possível, um carro desgovernado numa estrada de gelo. Esse é um exemplo que representa bem a energia do próximo ano. Todo cuidado e serenidade serão importantes a partir de agora", afirma o astrólogo Carlos Fractal.

O astrólogo explica que, em um cenário já conflituoso, Marte chega para colocar lenha na fogueira, trazendo mais inquietação, agressividade e motivando ações impulsivas. "Será difícil buscar um entendimento equilibrado entre partes já polarizadas há alguns anos, principalmente desde a entrada de Urano em Áries, onde o planeta passou os últimos 7 anos. Marte vem acirrar processos já em andamento ou ativar aqueles que precisam ter seu início. Ele não vai determinar 'o que', mas sim 'como'."

Política

Segundo Carlos, o mapa regente do ano traz as relações pessoais e sociais para o cerne do ano astrológico. "A política já está sendo afetada há alguns anos, mas desde meados de fevereiro temos Saturno iniciando sua união com Plutão, ambos em Capricórnio. Essa união denota nitidamente um viés político-ideológico mais rígido e inflexível gerenciando o poder público. O sintoma coletivo a ser observado tará nítidos traços de paranóia", acredita.

Um fator determinante para esses sintomas é a entrada de Urano em Touro, onde ficará por 7 anos. O último ciclo do planeta por esse signo aconteceu entre 1936 e 1942, período que marcou a Segunda Guerra Mundial. "O poder público agora é ameaçador e não mais um cuidador das coletividades. Essa sensação dura até dezembro de 2020, com seu auge acontecendo justamente quando estivermos próximos ao novo ano astrológico. Para cada pessoa, Marte vai acirrar relações do eu com o mundo e com o sistema vigente."

Num contexto mais amplo, Marte vai movimentar a necessidade de reformas internas para criar um caminho de coexistência mais harmônica com as diferenças. Em cada pessoa isso vai despertar de uma maneira diferente. Ficou curioso? Veja a previsão para o seu signo:

Áries

Para os nativos deste signo, será ainda mais difícil cooperar e compartilhar novas ideias e iniciativas com grupos. Por isso, seráimportante treinar o convívio com os outros, seja no ambiente pessoal ou no ambiente profissional.

Touro

Taurinos terão dificuldades em confiar na estabilidade que tanto prezam. Desse jeito, terão apenas uma visão curta de suas evoluções desejadas e podem se sentir pressionados para darem mais de si mesmos em seus feitos.

Gêmeos

Deverá promover uma grande atenção ao corpo mental. Com isso, vai ser importante buscar diminuir o contato com notícias ruins ou pessoas tóxicas. Assim, menos negatividade vai estar arraigada internamente.

Câncer

É o momento de assumir responsabilidades, canceriano! E você será obrigado a fazer isso até com o que não deseja. Ou você amadurece por iniciativa própria, ou a vida vai trazer essa obrigação de maneira forçada. Escolha!

Leão

Leoninos devem perceber que, por mais que tentem, não vão conseguir fazer as coisas do jeito que gostariam. A necessidade de diminuir o "ego do olhar" pode ajudar a perceber que há momentos em que a humildade é a única aliada.

Virgem

Poderá se sentir ainda mais exigido e sacrificado neste ano. Porém, Virgem é um dos signos que mais pode ter benefícios se utilizar Marte como um impulsionador de ideias e como um catalisador de inícios importantes.

Libra

O signo vai sofrer com a desarmonia vigente. O desafio é saber escolher com quem se relaciona. No entanto, nem sempre é possível ampliar a compreensão das diferenças, por isso será importante estruturar melhor um filtro pessoal e colocá-lo em prática.

Escorpião

Esse terá a sua disposição todas as possibilidades de fazer o que quiser! A principal dúvida é se o escorpiano vai usar isso para o lado bom, como com curas e regenerações, ou se o medo e o ego vão tornar prazerosa qualquer situação de comando. Afinal, poder é tentação.

Sagitário

Mais do que nunca, deverá buscar manter-se confiante e alto astral. Sagitário pode demonstrar que sua expansividade está longe de ser supérflua, mas que, sim, é extremamente necessária. Os outros 12 signos do zodíaco agradecem o convívio.

Capricórnio

Ninguém está sendo mais afetado do que você! Todas as regras vigentes e valores conservadores tendem a ficar mais pesados e desconectados com suas necessidades. Não é para usar o poder de Marte para comandar nada, mas para reestruturar internamente tudo aquilo que já não deveria ocupar espaço psicológico.

Aquário

Enfrentar o sistema a qualquer custo, dessa vez, não vai funcionar. Há formas de buscar rumos diversos e novos, mas definitivamente não seria nada inteligente "bater no peito" e ser simplesmente um rebelde contra tudo. Inteligência emocional será importante.

Peixes

É aquele que tudo absorve e sente. Superar qualquer adversidade vai passar obrigatoriamente por: espiritualidade, artes ou processos terapêuticos. Esse é o tripé principal da força positiva de peixes, é importante ter iniciativa e buscar esses princípios.

Camila Eiroa, em colaboração para Universa.

 

Sobre o blog

Curiosidades, listas e previsões: tudo sobre os signos do zodíaco.