PUBLICIDADE

Topo

Histórico

Categorias

Os bordões de novelas que mais representam cada signo do zodíaco

Universa

27/10/2018 04h00

Laureta (Adriana Esteves), de "O Segundo Sol", se despede do público nesta semana

"Segundo Sol", novela da Rede Globo, distribui regionalismos baianos para o país inteiro. "É barril!", "Não aperte minha mente", "Comer pilha" e "Se plante" são só algumas das frases copiadas de Norte a Sul, fato que se repete a cada novela lançada na TV.

Veja também:

São tantos bordões perpetuados, nos quase 70 anos de telenovela brasileira, que pelo menos um deles se encaixa perfeitamente aos signos do zodíaco. A seguir, Vivi Pettersenn, astróloga que comanda a página Astrollogica, no Facebook, aponta qual slogan famoso tem mais a ver com cada casa do zodíaco. Vem ver. Está "massa!"

Áries: "Eu devo ter colado chiclete na Santa Cruz!"

Uma das muitas pérolas do personagem Félix, vivido por Mateus Solano, na novela Amor à Vida, em 2013, tem tudo a ver com o nativo de Áries. Quem nasceu nesta casa costuma ser bem enérgico e conhecido pela iniciativa e ação em tudo o que faz. Logo, como é bem prático e destemido, a paciência não é seu forte.

Touro: "Eu sou chique, bem!"

É uma pessoa realista, gosta de sentir seguro e adora os prazeres da vida. Touro é regido por Vênus, que age dando importância para o bem material e, por consequência, o que é bom na vida. Isso faz o taurino ter bom gosto, saber apreciar o luxo e prezar bastante pelo estético e pelo belo. O bordão de Márcia, interpretada por Drica Moraes em Chocolate com Pimenta (2003), combina perfeitamente com o signo.

Gêmeos: "Tô certo ou tô errado?"

Por ser bem dual, tende a mudar de opinião (e de humor) com um passe de mágica. Gêmeos também é muito plural: se interessa por tudo, o que o faz perder o foco de vez em quando. Não à toa, a frase clássica de Sinhozinho Malta (Lima Duarte), em Roque Santeiro (1985) pode ser descrita como puramente geminiana.

Câncer: "Te dedico"

O bordão de Viviane (Letícia Spiller), em Senhora do Destino (2004), faz muito sentido para quem é de Câncer. É que o nativo deste signo tenta proteger quem ama de todas as formas, especialmente os parentes. Como bom sentimental, forma pequenas famílias por onde passa. No mais, o canceriano está sempre pronto a se dedicar de corpo, alma e coração para um amor, os filhos, pais e amigos próximos.

Leão: "Cada mergulho é um flash!"

Odete, vivida por Mara Manzan em O Clone (2001), só pode ter sido leonina. Cheio de alto astral e coragem, Leão tem a autoestima lá em cima — aliás, é uma das suas grandes singularidades. Muito preocupado com a aparência e a maneira que é visto e reconhecido pelos outros, o ego pode ser algo que precisa ser vencido nesse signo.

Virgem: "Nos trinques"

O virginiano não vê problemas em ser conhecido como detalhista e organizado. Para ele, algo está realmente correto e concluído depois de ter sido revisado mil e uma vezes. Para que algo fique realmente "nos trinques", como dizia Paulo Betti no papel de Timóteo D'Alembert, em Tieta (1989), Virgem avalia e reavala tudinho, pessoalmente, incontáveis vezes.

Libra: "É justo, muito justo, é justíssimo"

Talvez a característica mais conhecida de Libra seja a indecisão. Mas o signo também tem o senso de justiça e a diplomacia muito elevados, a ponto de preferir, muitas vezes, ir contra a própria natureza em vez de se indispor com alguém. Ou, então, vai analisar a situação com muito cuidado, sempre baseado no que é justo, tal qual ponderava o coronel Belarmino, de José Wilker, na novela Renascer (1993).

Escorpião: "Mistééério"

Dona Milu, representada por Miriam Pires, em Tieta (1989), dá a deixa sobre Escorpião: é intenso e muito misterioso, com uma essência observadora, justamente para analisar todos os detalhes de onde está se metendo. Um tanto enigmático, esse é o signo que rege os assuntos ocultos e, por isso, todo escorpiano traz um pouco de mistério em sua natureza.

Sagitário: "Deixando de lado os entretantos e indo direto aos finalmentes"

Regido pelo elemento Fogo, Sagitário é um ser livre e independente, que costuma seguir suas filosofias de vida e verdades absolutas. Ou seja, não é de dar apoio para "mimimis" e chantagens emocionais. Também não quer saber de enrolação, já que prefere a praticidade da resolução. Sua sinceridade é outro ponto peculiar, o que não o deixa jamais numa posição em cima do muro: quando quer, vai lá e faz, como pregava Odorico Paraguaçu (Paulo Gracindo), em O Bem-Amado (1973).

Capricórnio: "Gente como a gente não se apaixona, fecha negócio"

Laureta (Adriana Esteves), uma da vilãs de Segundo Sol (2018), tem na ponta da língua a frase que combina bem com Capricórnio, que não entra na onda de sentimentalismos — o que lhe rende a fama de ser o mais frio do zodíaco, inclusive. A verdade é que, como signo de Terra, é prático e realista, e tende a achar bobagem alguém se perder em assuntos emocionais. Suas prioridades são muito bem definidas e, geralmente, se resumem a trabalho e sucesso profissional.

Aquário: "Felomenal"

Giovanni Improtta (José Wilker), em Senhora do Destino (2004), já mostrava como Aquário traz a energia do excêntrico no sangue. Ou seja, tudo que é muito normal e quadrado não faz a cabeça deste nativo, que tenta sempre dar seu toque pessoal a tudo. O bordão de Giovanni é algo que sairia facilmente da boca de um aquariano, às vezes só para manter a fama de diferentão.

Peixes: "Epa, epa, epa! Muita calma nessa hora!"

Em Duas Caras (2007), a frase de Juvenal Antena, personagem de Antônio Fagundes, evidencia um forte lado de Peixes: regido pelo elemento Água, é sentimental, emocional e altruísta. Paga para não entrar em discussões, simplesmente porque acha que existem outras milhares de maneiras de se resolver qualquer problema. Conhecido por viajar acordado e se perder no mundo da fantasia, a verdade é que, muitas vezes, o nativo está tentando ver o lado bom de tudo, tanto das pessoas como das situações.

* Claudia Dias, colaboração para Universa

Sobre o blog

Curiosidades, listas e previsões: tudo sobre os signos do zodíaco.

Alto Astral