Topo
Alto Astral

Alto Astral

Categorias

Histórico

Ascendente: o que é esse signo e como ele influencia a sua vida

Universa

30/01/2018 05h00

O ascendente domina depois que fazemos 30 anos? (Imagem: iStock)

Já pegou sua certidão de nascimento para conferir a que hora você nasceu? Quem gosta de astrologia com certeza já, até porque essa é uma informação necessária para fazer o mapa astral e descobrir o ascendente, responsável pelo jeito que nos apresentamos, como vemos e como somos vistos no mundo. "A gente pode dizer que esse signo, em resumo, seria uma casca", diz a astróloga Maria Eunice Sousa. "Ele é determinado pelo parto, que por si só é um arquétipo de iniciação, já que é a nossa grande chegada a esta vida. Sempre que chegamos a um determinado lugar pela primeira vez, observamos tudo e também somos observados. O ascendente é isso", explica.

Além de falar sobre a nossa relação com o mundo exterior, esse elemento astrológico pode dizer muito sobre a nossa aparência física. "Em uma metáfora: dentro de um carro, o motorista seria o signo solar, e o modelo do automóvel seria o ascendente. Então ele também descreve a aparência física, o jeito de se vestir e as aparências fisiológicas. O ascendente também é um tipo de proteção", resume Eunice, que lembra que o local de nascimento é primordial para descobrir o ascendente.

Veja também:

Não sei o horário do meu nascimento, e agora?

Os astrólogos costumam usar algumas técnicas para a leitura de mapa quando o horário de nascimento é desconhecido, o que prejudica a interpretação, já que se resume aos planetas nos signos e aspectos entre si. Uma dessas maneiras é colocar o sol na casa 1, como a astrologia de horóscopo faz, e usar o signo solar como ascendente. "Por isso sempre digo para ler, nos horóscopos, o ascendente também. O ideal é sempre ler os dois: o signo solar e o ascendente", conta Maria Eunice.

Também é comum arredondar os horários nas certidões de nascimento, o que pode interferir no grau dos signos e, consequentemente, mudar o ascendente. "Já tive casos em que um minuto a menos ou a mais modificaria o ascendente", conta a astróloga. Mas ela frisa que na maioria das vezes o arredondamento não faz diferença em termos de ascendente.

Fiz 30 anos, meu signo vira o do meu ascendente?

A astróloga desmente essa crença e afirma que, na realidade, o que deveria acontecer é o oposto: "Aos 29 anos nós temos o retorno de Saturno, que marca definitivamente a passagem da juventude para a vida adulta. Todo ser humano vivencia esse ciclo, é quando temos uma noção maior sobre o que somos e o que estamos fazendo no mundo. Fica mais fácil se reconhecer e perceber quais são as máscaras que carregamos. Se o trabalho estiver sendo bem feito até então, é possível perceber que o ascendente é apenas uma ferramenta. Se houver uma identificação com ele, principalmente a partir dos 30 anos, mostra que a pessoa não sabe quem ela é de fato, que se conhece muito pouco e é extremamente imatura emocional e socialmente. O sol é aquilo que somos e viemos nos tornar, nossa identidade central, nossa essência, o que fazemos todos os dias. E é ele que devemos ser, naturalmente, cada vez mais".

Descubra se seu ascendente realmente tem a ver com a forma como você se coloca no mundo

ÁRIES: Entra na vida de forma direta, honesta, dinâmica, rápida e impulsiva, de cabeça. "Cheguei! E qualquer que seja meu propósito, vou fazer isso agora!".

TOURO: Tem abordagem cautelosa e deliberada, busca estabilizar. É sensual e sensorial, gosta de aproveitar e precisa ter prazer naquilo em que se envolve.

GÊMEOS: Se aproxima da vida com curiosidade, querendo saber e entender de tudo um pouco. Interage com o mundo buscando informações e passando-as para a frente. É dinâmico, flexível, adaptável, curioso. "Quero descobrir coisas novas e me comunicar".

CÂNCER: Encara a vida com reserva e cautela, buscando se proteger, já que sente tudo muito profundamente e essa sensibilidade o torna vulnerável. Aborda as coisas lateralmente, de forma indireta como o caranguejo. O rosto costuma ser redondo, lembrando a Lua. "Eu vou cuidar de você!".

LEÃO: Presença marcante, encara a vida com confiança, coragem, entusiasmo, generosidade e paixão. Gosta de drama e, assim como o Sol, "ilumina" e aquece o ambiente aonde chega. Tem ar de dignidade e necessidade de ser respeitado e notado.

VIRGEM: Encara a vida buscando ordená-la criteriosamente, precisa entender a funcionalidade das coisas e busca ser útil e prestativo. É discreto, reservado e modesto e "seleciona" aqueles que poderão fazer parte da sua intimidade. Resolvedor de problemas.

LIBRA: Encantador, abre o caminho na vida com muito charme, gentileza e classe, mas pode ser visto como superficial. Tem grande impulso e necessidade de interação e isso o faz muito sociável (a não ser que outros fatores no mapa contradigam). "O que você decidir, está ótimo, mas o melhor mesmo é…".

ESCORPIÃO: A vida é vista como um campo de batalha, por isso é defensivo. Tende a desconfiar em um primeiro momento, levando muito tempo para confiar no outro e no ambiente. É misterioso e enigmático e pode ser meio paranoico com a autopreservação. "A melhor defesa é o ataque".

SAGITÁRIO: A vida é encarada e vivida como uma jornada, uma grande aventura, em que novas possibilidades estão constantemente se abrindo. Otimista, festivo, mente aberta, crédulo, sempre acredita na boa fé das pessoas, a ponto de às vezes ser meio ingênuo.

CAPRICÓRNIO: A vida é encarada com ceticismo, cautela, prudência e até pessimismo. É realista, prático, sensato e tem medo da desaprovação social, portanto, faz grande esforço para parecer "normal". Geralmente escolhe o que é mais seguro e confiável.

AQUÁRIO: Pouco convencional, "diferentão", rebelde, odeia ser visto como "normal" e isso se mostra no estilo das roupas, cabelos etc. É aquele tipo do contra, muito sociável, mas que também pode ser distanciado, desapegado e até mesmo frio — tem dificuldade com intimidade. "Não sou obrigado!".

PEIXES: Sonhador, romântico, sensível, compassivo, empático, sempre busca ajudar de forma genuinamente altruísta. Costuma emanar um ar etéreo de "não sou deste mundo", meio indecifrável. Costuma ser bonito e inspirar o desejo de ser "salvo", por, às vezes, parecer meio perdido.

Por Camila Eiroa, em colaboração para o UOL

Sobre o blog

Curiosidades, listas e previsões: tudo sobre os signos do zodíaco.

Mais Alto Astral